logo colégio maxi
Agende uma visita
Menu

Aluno de Cuiabá é aprovado para universidade de Portugal com nota do Enem

Aproveitar os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para cursar uma universidade fora do Brasil ainda é um método pouco utilizado e até conhecido por estudantes. Instituições nos Estados Unidos, Canadá e vários países da Europa já possuem programas de seleção para alunos estrangeiros, em que no caso dos brasileiros, a nota do Enem pode ser utilizada tanto como critério de aprovação, como também para conquistar descontos e bolsas de estudos. Um caso recente é do jovem do 3º ano do Colégio Maxi, George Augusto Vilas Boas Biancardini, 18, que se prepara para deixar Cuiabá e embarcar para Portugal, onde cursará Direito.

A possibilidade de usar a nota do Enem para entrar em uma faculdade do exterior foi apresentada para George pelo irmão mais velho, que assim como ele também estudou no Maxi e hoje cursa Direito na Universidade de Coimbra, em Portugal. A partir da ideia e experiência do irmão, o jovem passou a se dedicar às áreas do conhecimento necessárias para sua aprovação na instituição. Isto porque diferente do método brasileiro, a universidade portuguesa utiliza como critério uma espécie de “média ponderada”, onde é levado em consideração o desempenho do candidato nas áreas ligadas ao seu curso. No caso de George que pretendia a faculdade de Direito, o peso para aproveitamento era de 45% na redação, 45% nas questões de humanas e 10% nas gerais.

“Desde o 1º ano passei a focar nas áreas que realmente me fariam ser aprovado em Portugal. Além de dar prioridade às disciplinas de humanas em sala de aula, também fiz cursos extra de redação, filosofia, entre outros ligados a área. Para mim fez mais sentido dar foco nos estudos daquilo que eu realmente iria precisar tanto para passar quanto para uso na minha carreira profissional. É um estudo mais direcionado mesmo”, conta.

Coordenador do Ensino Médio do Maxi, Paulo Rogério, complementa que a boa preparação para vestibulares é uma das metas da instituição. Para isso, a escola conta com uma grade curricular e conteúdos alinhados com as principais provas e vestibulares do país. Ao longo de todo o ano, as turmas passam por testes, simulados, aulas intensivas, atividades preparatórias, além do apoio de orientadores e equipe pedagógica. O material didático utilizado pelo colégio é outro diferencial, tendo a parceria com a Anglo Vestibulares.

“O Maxi é campeão de aprovações pelo Enem por 10 vezes. E é bom ver que a mentalidade dos alunos vem mudando, com a procura por outras áreas, universidades, dentro ou fora do país. Quando você dá uma boa preparação, eles são capazes de serem aprovados em qualquer instituição. Hoje temos ex-alunos nas melhores faculdades do Brasil, em cursos concorridos e aqueles que seguiram para o exterior”, acrescenta.

De acordo com a Pesquisa Selo Belta 2020, associação que reúne empresas responsáveis pela maioria do mercado de educação internacional no Brasil, cresceu em 40% o número de brasileiros estudando no exterior. Além de cursos de idiomas, especialização, mestrados, MBA, também tem aumentado o interesse de jovens pela graduação. Entre os países com o maior número de estudantes brasileiros estão Canadá, Estados Unidos e Irlanda.

Possibilidades – Morando na cidade portuguesa de Coimbra há dois anos, Pierre Augusto Vilas Boas Biancardini, 21, é o irmão mais velho que inspirou George no ingresso no mesmo curso e faculdade. A possibilidade foi encontrada por acaso em pesquisas na internet e o jovem passou a se dedicar à preparação para o Enem como foco em Portugal. Assim como Pierre, George também fez o Ensino Médio no Maxi.

“São mais pontos positivos do que negativos em estudar e morar fora do Brasil. No caso de Portugal não tenho a dificuldade com o idioma, mas há muita curiosidade sobre o nosso jeito de falar e costumes. Tem a questão da segurança que infelizmente não tinha tanto no Brasil. Além disso, por estar na Europa, tenho a possibilidade de conhecer outros países e culturas próximos e também quando me formar, um diploma europeu, o que melhora muito o currículo e condições de trabalho”, finaliza o jovem.

 

 

Postado porPau e Prosa

Postado em19 de abril de 2022


Palavras chave:

Leia mais

Ver todasclique para conhecer mais
receba nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba as últimas novidades por e-mail

    entre em contato

    Entre em contato

    Entre em contato que nós iremos responder assim que possível.

      Copyright © | - Todos os Direitos Reservado por

      Termos de Uso|Politica de Privacidade
      Ligarclique para ligar