Blog

Alunos aprendem sobre quantidades de açúcar e sódio nos alimentos

O programa Rumo Certo, desenvolvido pelo Colégio Maxi, realizou uma série de ações desde sua implantação, em maio deste ano. As primeiras atividades do programa tiveram como foco principal a alimentação saudável. Os alunos puderam assistir a palestras e realizar atividades para conhecer os efeitos nocivos da ingestão excessiva de algumas substâncias embutidas em grande parte dos alimentos mais consumidos por crianças e jovens.

O coordenador do Saúde para Vida do Colégio Maxi, Luiz Eduardo Saragiotto, conta que se conversou bastante sobre a quantidade de açúcar e sódio nos alimentos. Os alunos fizeram atividades práticas que mostraram os níveis desses ingredientes, por exemplo, nos refrigerantes. “Eles já sabiam do assunto, mas quando veem na prática acaba sendo um choque, isso acaba provocando uma motivação maior para uma mudança de hábito”, explica.

Algumas constatações foram alarmantes. Por exemplo, se uma pessoa consumir uma lata de refrigerante por dia, em um mês terá ingerido 1,10 quilo de açúcar. Em um ano isso passa de dez quilos, alerta Saragiotto. O professor fez um teste, dando para eles apenas água com o mesmo dulçor da bebida e não gostaram. “Expliquei para eles que, para diminuir esse gosto tão doce, são adicionadas substâncias que não são saudáveis, como ácido fosfórico, que retira cálcio dos ossos”, lembra.

Apesar de ser uma bebida doce, o refrigerante tem sódio e serviu também para falar sobre esse outro ingrediente. “O sódio é um dos conservantes mais utilizados. Só que eu não quero uma bebida com gosto salgado, então coloco bastante açúcar para encobrir o gosto do sal”, explica. O refrigerante e uma série de outros produtos com as respectivas quantidades de açúcar e sal foram expostos pelos alunos em painéis que ficam no pátio do colégio, salienta Saragiotto.

Festival Cultural

O Rumo Certo deu o norte das atividades que os alunos apresentaram dentro do Festival Cultural do Colégio Maxi, realizado em setembro. Segundo Saragiotto, foram abordados temas como alimentação, sexualidade e consumo de álcool e outras drogas. “A gente nem fala muito hoje da abstenção completa, de não ter contato com a bebida alcoólica. Sabemos que a realidade não é essa. A ideia é falar sobre a forma correta de fazer isso sem correr riscos”, salienta.

Tais assuntos foram tratados por meio de atividades artísticas como apresentações teatrais, danças, painéis construídos por eles, além de pequenos vídeos e apresentação para os pais e convidados.

Fonte: Pau e Prosa Comunicação

Pesquisar

Posts Populares

Assine nossa newsletter e receba as últimas novidades: