Blog

Alunos de Aeromodelismo do Fab Lab realizam primeiros lançamentos

Depois de dois meses de aulas teóricas os alunos do curso de Aeromodelismo do Fab Lab do Colégio Maxi fizeram os primeiros lançamentos de uma série de três sessões previstas. Sob a supervisão do professor Mohamad Fares e do assistente Ricardo Monteiro, eles puderam partir para a prática e colocar os protótipos para voar. O local escolhido foi o Clube de Aeromodelismo Falcão, que fica na rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães.

O curso de Aeromodelismo do Maxi foi lançado no final de julho e as aulas tiveram início no dia 14 de agosto, no Fab Lab, sob a orientação dos professores Ricardo Monteiro e Mohamad Fares. As atividades seguem o conceito Maker, em que os alunos participantes aplicam em laboratório o que estudaram em matérias como Matemática, Física e Química. Os instrutores, além de apresentar a parte teórica, orientam os alunos no desenvolvimento de seus protótipos de aeronaves, começando do “zero”. A conclusão será colocá-lo para alçar voo.

“O curso de aeromodelismo é uma proposta inovadora e desafiadora que visa uma abordagem que intriga e motiva os alunos. A proposta é que os alunos possam vislumbrar em atividades práticas os conteúdos e conceitos ministrados em sala de aula, tornando a aprendizagem significativa”, ressalta o instrutor Mohamad Fares.

Durante estes meses de aula, os alunos tiveram o desafio de construir um avião monomotor em miniatura, modelo Cessna, com cerca de 800 gramas feito com isopor e propulsão elétrica. Mohamad explica que para colocar isto em prática os alunos precisam reconhecer e aplicar conceitos relativos à Física, Química, Geografia, Português e Inglês.

“Acima de tudo os alunos são desafiados a melhorar e progredir sempre. Ao total serão realizados três dias de lançamento repletos de muita adrenalina e ciência”, comenta Mohamad.

O curso

Os instrutores ressaltam que as possibilidades são bastante variadas, podendo despertar o interesse deles por carreiras como a de piloto, construtor de aeronaves, controlador de voo ou mesmo de pesquisador de áreas afins, como aerodinâmica. Inclusive estão previstas visitas técnicas ao Aeroporto Marechal Rondon para conhecer de perto o trabalho de pilotos e mecânicos de aeronaves.

O professor Ricardo Monteiro diz que um dos objetivos é despertar nos estudantes o interesse pela área. “Nós estamos realizando esses cursos para que o aluno tenha experiências, contato com uma realidade que não faz parte do seu cotidiano. Pode despertar o interesse de ser piloto, construtor, um controlador de voo ou mesmo um pesquisador. É um mercado bastante aberto no país e escasso de profissionais”, salienta.

Fonte: Pau e Prosa Comunicação

Fotos: Allan Galhardo

Pesquisar

Posts Populares

Assine nossa newsletter e receba as últimas novidades: