Blog

Alunos do Colégio Maxi fazem aula de campo no aterro sanitário de Cuiabá

Os alunos do Colégio Maxi fizeram visita ao Aterro Sanitário de Cuiabá no dia 26 de maio para uma aula de campo dentro do conteúdo do Itinerário Formativo de Ciências Biológicas e Saúde. A atividade faz parte das mudanças estabelecidas pelas diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para o novo Ensino Médio, como forma de desenvolvimento de habilidades e competências dos estudantes.

Os 36 alunos do 1º Ano que participaram da aula externa, explica a professora Bárbarah Franz, foram até o local para conhecer o destino do lixo urbano na Capital e apurar vários aspectos relacionados às condições de vida dos catadores que trabalham lá. Para isso, houve uma preparação, em que os estudantes construíram questionários semi-estruturados que foram aplicados durante a aula de campo.

Os alunos investigaram, por exemplo, as condições de saúde física e mental, o potencial de rentabilidade do lixo e as condições socioeconômicas daquela parcela da população. “A partir desta visita, serão escritos trabalhos seguindo o modelo de artigos científicos como parte da avaliação final da disciplina”, informa a professora.

Outro aspecto positivo do trabalho, na análise dela, foi o fato dos alunos trabalharem competências e habilidades relacionadas ao uso de ferramentas digitais como por exemplo programas Excel e Word, do Windows. Além disso, mesmo que não tenham ido todos os alunos no itinerário, os que participaram se incumbiram de compartilhar o que aprenderam com os que não puderam ir, acrescenta.

Bárbarah conta que recebeu feedbacks bastante positivos. Sobre o comportamento deles no aterro sanitário, a coordenadora da atividade é só elogios: “A visita foi muito legal, eles se soltaram, foram muito educados com as pessoas, no começo ficaram um pouco chocados, mas depois foram entrevistando e conhecendo as pessoas. A energia no final da aula era outra. Eu fiquei bem satisfeita no dia”.

A professora revela também que alguns alunos se disseram ficar tristes por ver que as pessoas viviam daquela forma, e outros disseram que os catadores eram “muito gente fina”.

Dessa forma, o Itinerário Formativo de Ciências Biológicas e Saúde, que tem uma temática ambiental, abordando assuntos como pesticidas, efeito estufa, aquecimento global e energias renováveis, oportunizou aos alunos a conscientização da realidade sobre o descarte do lixo e da vida dos catadores que trabalham e/ou vivem daquele aterro.

Com o conteúdo dos questionários, os alunos produzirão um trabalho científico que será utilizado como atividade avaliativa, em que eles elaborarão propostas de intervenção para mudar a realidade observada através de ações individuais e coletivas.

Pesquisar

Posts Populares

Assine nossa newsletter e receba as últimas novidades: