Blog

Colégio Maxi celebra aniversário de Cuiabá

Para celebrar o aniversário de 298 anos de Cuiabá, o Colégio Maxi preparou uma programação especial para os estudantes da escola, que reuniu exposição de artistas locais, gastronomia, música e artesanato. O evento aconteceu na sexta-feira (7) no espaço de convivência mútua da instituição.

Idealizado pela professora Ana Helena Paroli, da disciplina História da Arte, a homenagem de Cuiabá contou com a ajuda dos estudantes da 3ª série do Ensino Médio e do extensivo. “A proposta nasceu nas aulas e como Cuiabá tem uma arte muito rica, trabalhamos os vários segmentos como pintura, cerâmica e a culinária. Os alunos adoraram o projeto e estudaram com antecedência”.

Diversos quadros do artista plástico José Pereira, com cenas de ruas e casarões antigos de Cuiabá foram apreciados pelos alunos. “Muito importante conhecermos como era a cidade. Não imaginava que era assim”, disse Fernando Henrique Legriny, de 17 anos e estudante da 3ª série do Ensino Médio. Sua colega de turma, Maria Eduarda Frederico, também de 17 anos, considerou “bem detalhistas as obras do artista, pois mostram uma realidade que não observamos no dia a dia, quando andamos por Cuiabá”.

A aluna Gabriela Machado veio de Natal, está há 4 anos em Cuiabá e é encantada com a cultura da cidade. “É muito rica, tem bastante diversidade, bem diferente da minha terra”, falou a estudante da 3ª série do Ensino Médio, que também aproveitou para apreciar o bolo de arroz, típico da culinária local e que estava sendo comercializado por conta do evento. Outras opções eram o bolo de queijo assado e frito e bolo de polvilho.

A ceramista Alice Conceição de Almeida tem 70 anos produz artesanato há pelo menos 50. “Recebi o convite para participar da exposição e aceitei de imediato porque precisamos mostrar nosso artesanato e é muito importante para não perdermos a cultura da nossa comunidade”, explicou a artesã, moradora do bairro São Gonçalo Beira Rio. Entre as peças havia galinha de Angola, talhas, potes, jarras e vasos. A pré-vestibulanda, cuiabana e filha de cuiabanos aproveitou para comprar uma peça de caju para presentear a mãe. “Ela gosta muito de artesanato, ela vai gostar bastante”, contou Larissa Nunes, de 17 anos.

Já o cantor e compositor cuiabano João Reis animou a galera com canções regionais. “Fizemos um especial, em comemoração ao aniversário da cidade, cantamos alguns rasqueados, como o clássico ‘A lua’, e os estudantes curtiram bastante”, enfatizou.

Conhecida como o portão de entrada do Pantanal, a cidade tem hoje uma população estimada de 585.367 habitantes. Fundada em 1719, a capital mato-grossense completou 298 anos de história, no último sábado, 8 de abril.

Fonte: Pau e Prosa Comunicação

 

Pesquisar

Posts Populares

Assine nossa newsletter e receba as últimas novidades: