Blog

Jairo Bouer alerta pais sobre responsabilidade em educar jovens contra as drogas

Considerado um dos principais especialistas quando os assuntos estão relacionados aos dilemas dos adolescentes, principalmente drogas, sexualidade e  álcool, Jairo Bouer foi convidado pelo Colégio Maxi para realizar palestra com os pais dos alunos com objetivo de transmitir informações, tirar dúvidas e promover um diálogo aberto e franco sobre os temas.

Ricardo Fernandes, pai da Maria Eduarda de 16 anos, confirma a importância de falar sobre esses temas e ressalta a necessidade da participação dos familiares na vida do adolescente. “Nós já acompanhamos as ações do colégio pelo programa Rumo Certo e é muito importante falar sobre esses temas, principalmente porque podemos tirar dúvidas e auxiliar na orientação, saber como identificar e conduzir essas situações”, afirma.

O diretor do Colégio Maxi, Carlos Roberto Leão, confirma que o dia todo foi intenso com muitas informações fundamentais para a educação dos jovens. “Esse é mais um evento, dentre vários realizados em 2018, que faz parte do programa Rumo Certo. Convidamos os pais para a palestra de hoje a fim de compartilharmos responsabilidades, pois agindo em conjunto fortalecemos o processo educativo dos nossos jovens, assegurando que tenham uma vida saudável”, enfatizou.

Andreza Pazotti que é mãe do Pietro, de 12 anos, falou como é importante entender o comportamento dos adolescentes para saber como conversar com eles. “Na nossa casa tratamos do assunto com certa naturalidade, porque queremos que nossos filhos tirem as dúvidas com a gente, para não chegarem a fazer coisas erradas e tirar com os amigos”, comenta.

Para a diretora de Orientação Educacional do Colégio Maxi, Jaqueline de Vecchi Seviero, a participação dos pais contribui para o processo de formação dos adolescentes, quando o assunto é consumo de álcool e drogas a escola exerce um papel fundamental na conscientização e prevenção, mas os pais precisam estar vigilantes.

“Nós entendemos que no contexto social atual formar alunos vai muito além do conteúdo que passamos em sala de aula. Devemos contribuir para a formação ética, moral e principalmente, orientar esses jovens quanto aos riscos e vulnerabilidades a que eles são submetidos nesse processo de amadurecimento que é a adolescência”, afirma.

Jairo Bouer acredita que a escola é um dos principais palcos para discutir temas como sexo, álcool e drogas porque é onde o jovem passa a maior parte do seu dia, mas a escola sozinha não faz milagre.

“Antes de serem alunos, eles são filhos de alguém, participam de alguma comunidade, de alguma família. Esse tipo de atividade é complementar, é fazer com que os pais fiquem atentos, se ocupem dessas discussões e participem ativamente, porque não basta só a escola fazer o papel dela, não basta só os pais fazerem o papel deles, é todo mundo agindo junto, trabalhando junto para um melhor resultado”, finaliza.

Fonte: Pau e Prosa Comunicação

Fotos: Pedro Ivo

Pesquisar

Posts Populares

Assine nossa newsletter e receba as últimas novidades: