Blog

Maxi avalia desempenho dos professores e premia os dez melhores

César, Eliana, Luciane, Neto, Eriberto, Roger, Ricardo, Sussumu, Magno e Glauce. Estes são os dez professores do Ensino Médio que receberam a premiação de reconhecimento por parte dos alunos e da direção do Colégio Maxi.

O diretor administrativo e financeiro do colégio, Lucas Faleiros, explica que é uma avaliação feita em todas as unidades escolares ligadas ao grupo educacional Somos, onde são analisadas informações de entrega pedagógica, postura, comprometimento, assiduidade e a relação dos professores com a escola. Os docentes também são avaliados pelos alunos.

“A somatória dos resultados das avaliações da direção escolar e dos alunos é que nos apresenta quem são os dez professores que receberão a premiação este ano”, afirmou Lucas Faleiros.

Segundo o coordenador Carlos Roberto Leão, a escola sabe que tem professor que faz “chover” em sala de aula, referindo-se à capacidade do profissional de envolver os alunos no aprendizado do conteúdo, e esse programa de avaliação vem como um incentivo para que o docente se aplique, também, no cumprimento de metas e prazos relativos aos processos internos inerentes à escola. “Os professores foram bastante exigidos e corresponderam a esta exigência”, reconheceu o coordenador.

O professor mais antigo do corpo docente, com 11 anos de Colégio Maxi, é Sérgio Sussumu Ito. Ele disse estar muito contente pelo reconhecimento por parte da direção escola. “A interação diária com os alunos é um termômetro do trabalho desenvolvido em sala de aula. Esse reconhecimento dos alunos somado ao reconhecimento da escola, inclusive com premiação em dinheiro, é uma novidade interessante e dá ainda mais ânimo para a nova etapa de 2018!”, comemorou Sussumu, professor de Química.

Da disciplina de Redação, o professor Neto, o mais novo da equipe, afirmou que é um orgulho trabalhar no Maxi. “Eu preciso de organização para conseguir cumprir com meu conteúdo e o Maxi me surpreendeu muito nesse sentido. Tenho duas turmas de 70 alunos, preciso corrigir mais de uma centena de redações toda semana e se, a escola também não for organizada, eu não consigo”, afirmou o professor que está entre os destaques de 2017.

Pesquisar

Posts Populares

Assine nossa newsletter e receba as últimas novidades: